Projeto Ockham

N° 9 • 12 Jul 05

Projeto Ockham atualizado: A História da Brincadeira do Copo.
Profundamente arraigada na cultura popular, a brincadeira do copo está associada a todo o tipo de histórias sinistras, maldições e acontecimentos bizarros. O que nem todos sabem é que nem sempre foi assim. Já houve uma época em que a brincadeira do copo e suas variantes mais famosas, como o Tabuleiro Ouija, eram vistas como um inocente entretenimento familiar.

O artigo "Conversando com os mortos: A história da brincadeira do copo" mostra a ascenção e queda do espiritualismo moderno e revela como os aparelhos para comunicação espiritual viraram uma febre mundial no século XIX. Depois de apresentar a explicação natural para o fenômeno do copo que se move, o artigo examina o que fez com que a brincadeira ganhasse sua fama maldita.

Leitura indispensável para quem fez a brincadeira recentemente e quer voltar a dormir em paz...

Projeto Ockham

O perigo das plantas medicinais
"Legalize já, legalize já. Uma erva natural não pode te prejudicar". Planet Hemp.

Este pegajoso bordão é provavelmente o mais infeliz verso da música brasileira de todos os tempos. Não pela falta de inspiração nem pelo conteúdo polêmico, mas pela sugestão de que se um produto é natural, então ele é inofensivo. Há duas maneiras para o autor dos versos acima se convencer de que sua afirmação é falsa: uma é comendo um pedaço de macaxeira crua, bem natural, refletindo sobre o verso enquanto aguarda dolorosamente a morte; a outra lendo o artigo "Plantas Medicinais, cura segura?" de Valdir F. Veiga Junior, Angelo C. Pinto e Maria Aparecida M. Maciel, pesquisadores da UFRJ e UFRN.

O risco para quem consome remédios preparados a base de ervas naturais é grande. Recentemente o consumo de um remédio natural à base de têucrio prescrito para dietas de emagrecimento causou uma epidemia de hepatite na França. Segundo os autores, "outras plantas medicinais são potencialmente perigosas, podendo-se citar as espécies do gênero Senecio, a jurubeba, ipeca e arnica, que podem causar irritação gastro-intestinal; o mastruço e a trombeteira, que podem lesionar o sistema nervoso central; o cambará, conhecido por sua hepatotoxicidade; a cáscara-sagrada, que causa distúrbios gastro-intestinais (como diarréia grave) e a arruda, que pode provocar aborto, fortes hemorragias, irritação da mucosa bucal e inflamações epidérmicas. Em doses elevadas, até mesmo o jatobá, conhecido como expectorante e fortificante, pode desencadear reações alérgicas, e a sucuúba, usada no combate à amebíase, úlcera e gastrite, pode ser abortiva." (omitimos os nomes em latim).

Os perigos para o consumidor são agravados ainda pela adulteração, acidental ou fraudulenta, dos remédios fitoterápicos, e pela falta de informação dos fabricantes sobre a composição e efeitos colaterais dos remédios.

Assim lembre-se: a coisa certa a fazer é informar o seu médico antes de tomar qualquer remédio fitoterápico.

SciElo

Exorcismo termina em morte
Poucas semanas depois de ser transferida para um isolado mosteiro na Romênia, a jovem freira Marica Irina começou a demonstrar comportamentos estranhos. O psiquiatra local logo diagnosticou a condição de Marica como esquizofrenia. Já o padre Daniel Petre Corogeanu, diretor do mosteiro, decidiu que a freira estava possuída pelo demônio.

Aplicando seu receituário medieval, o padre e outras quatro freiras acorrentaram Marica em uma cruz por três dias, durante os quais tentaram expulsar o demônio do seu corpo. A freira não resistiu ao "tratamento" e morreu.

"Você não pode expulsar o demônio com pílulas", disse o padre em entrevista coletiva à TV, logo após sua prisão. Se condenados, o padre e suas freiras poderão pegar 25 anos de cadeia.

O episódio chocou o país e abriu a discussão sobre um problema mais abrangente: a explosão da religiosidade após a queda do regime soviético.

Durante décadas, o governo comunista restringiu as atividades religiosas no país, não exatamente proibindo, mas dificultando a prática religiosa. Talvez os anos de repressão tenham criado no povo uma sede de religiosidade, ou talvez as igrejas tenham se apressado demais para abocanhar o mercado de devotos; o fato é que depois da queda do comunismo o número de templos triplicou e o número de monges quadruplicou na Romênia. "Muitas igrejas foram construídas e tem havido um certo tipo de competição" diz Alfred Bulai, sociólogo de Buareste. Como acontece nesses casos, a qualidade dos profissionais formados caiu sensivelmente, produzindo aberrações como o bispo Daniel. Dan Ciachir, escritor especialista na igreja Ortodoxa Romênia, diz que com a pressão da demanda quase qualquer um pode se tornar um padre.

Padre Daniel era jogador de futebol há 10 anos. Depois de ser reprovado no vestibular da universidade local, começou a estudar teologia. Passado algum tempo, foi contratado para ajudar na construção do pequeno mosteiro nas montanhas. Finda a construção aceitou o convite para dirigí-lo e.. é isso; o próximo passo foi autorizar-se a praticar exorcismos.

Na entrevista que concedeu à televisão romena Padre Daniel defendeu seus métodos, dizendo que eles eram baseados na tradição oral da igreja. "Só Deus sabe por que ela foi levada" disse o padre. "Eu acho que esta é a maneira como Deus queria que ela fosse salva".

New York Times

Há coisas que a ciência não explica
Comemorando em julho seus 125 anos de idade, a conceituada revista Science lançou uma edição especial, na qual lista as 125 questões mais importantes da ciência na atualidade.



Eis o "top 15" da Science:

Do que o universo é feito?
Qual a base biológica da consciência?
Por que os humanos têm tão poucos genes?
Até onde se extende a ligação entre saúde e variação genética?
As leis físicas podem ser unificadas?
Quanto a vida humana pode ser extendida?
O que controla a regeneração dos orgãos?
Como uma célula da pele se torna uma célula nervosa?
Como uma simples célula somática se torna uma planta?
Como funciona o centro da Terra?
Nós estamos sozinhos no Universo?
Onde e quando a vida surgiu na Terra?
O que determina a diversidade das espécies?
Como a memória é armazenada e recuperada?
Como evoluiu o comportamento cooperativo?

A boa notícia é que os cientistas continuarão empregados por muito tempo.

Science Magazine

Ela estuda. Ele brinca.
Pesquisadores descobriram que as jovens chimpanzés fêmeas do Zoológico Nacional da Tanzânia aprendem a pegar sua comida muito antes dos machos.

Chimpanzés adoram comer cupins e usam uma pequena vara para pescar a iguaria nas colônias do inseto. O que os zoológos observaram é que enquanto as fêmeas aprendem a técnica observando a mãe, os machos pulam, brincam e tentam roubar a comida um dos outros.



Embora o comportamento dos jovens chimpanzés seja bastante parecido com o dos jovens humanos, os cientistas enfatizam que, ao seu modo, cada um dos sexos está fazendo algo importante, já que os machos vão precisar das habilidades desenvolvidas nas brincadeiras para o futuro jogo pela liderança.

New York Times

Rapidinhas
Encontrada obra perdida de Newton
Uma coleção de anotações pessoais de Isaac Newton, que se acreditava estarem perdidas para sempre, foram encontradas esta semana. As anotações de Newton no entanto não versam sobre física ou matemática, mas sobre alquimia. Para os que não sabem, Newton dedicava a maior parte de seu tempo a esotérica arte de transformar metais em ouro. Como esperado, não obteve nesse empreendimento o sucesso que conquistou com a ciência natural.

Encontrada obra secreta de Da Vinci
Especialistas do museu de Londres descobriram uma nova obra de Da Vinci escondida sob uma de suas mais famosas pinturas. Usando técnicas de raios-x e infravermelho os pesquisadores descobriram o desenho embaixo das camadas de tinta da pintura "A Virgem das Rochas". A inédita obra no entanto não traz pistas sobre o santo Graal nem novidades sobre o estado civil de Jesus. É "apenas", se a palavra se aplica ao gênio, um rascunho, que mais tarde Da Vinci abandonaria pelo desenho definitivo.

Cadastre seu email para receber nosso boletim:
Pipoca com Ciência

Dragão da Garagem