Projeto Ockham
Face de Marte A face de Marte

por Ana Luiza Barbosa de Oliveira mail
em 12/06/02, publicado na revista Mistério (Ano 1, No.2), fev/2003

A face

Fórum Enviar artigo

Em 25 de julho de 1976, a nave Viking 1 estava circulando o planeta tirando fotos de possíveis locais para pouso para sua nave irmã, a Viking 2, quando se deparou com uma formação rochosa de 3,2km muito semelhante a uma cabeça humana, localizada na região de Marte conhecida como Cydonia. Por mais que os cientistas na NASA desejassem que realmente houvesse restos de uma civilização antiga em Marte a fim de aumentar seu orçamento, eles logo perceberam que se tratava de um platô, uma formação rochosa comum na região da Cydonia, cercada de sombras que faziam com que esta parecesse um faraó egípcio.

Alguns dias depois, a NASA liberou a foto para o público com o seguinte comentário: "Esta foto é uma das muitas tiradas nas latitudes setentrionais de Marte pela Viking 1 na procura por um local de pouso para a Viking 2. Esta figura mostra formações erodidas na forma de platôs. A enorme formação rochosa no centro, que lembra uma cabeça humana, é formada por sombras que dão a ilusão de olhos, nariz e boca. A formação tem 1,5 quilômetros de largura, com o Sol em um ângulo de aproximadamente 20 graus. A aparência granular da imagem se deve a erros de bits, enfatizados pela ampliação da foto. A foto foi tirada em 25 de julho de uma faixa de 1873 quilômetros. A Viking 2 chegará a órbita de Marte no próximo sábado (7 de agosto) com pouso marcado para o início de setembro"

Foto da Viking

Apesar da explicação dada, a foto causou um grande estardalhaço. Poucos acreditaram na explicação da NASA e várias teorias conspiratórias e fantásticas se seguiram. A face de Marte se tornou um ícone imediato: apareceu em filmes de Hollywood, livros, revistas e tablóides.

O engenheiro elétrico Vicente DiPietro e o especialista em computação Gregory Molenaar trabalharm digitalmente a foto e afirmaram que as imagens por eles obtidas mostravam um globo ocular na cavidade do olho direito, assim como uma pupila e uma lágrima sob o olho. Em 1982, eles publicaram um livro com os seus resultados intitulado "Unusual Martian Surface Features". Os autores concordam que a formação pode ser natural, mas neste caso a "quantidade de detalhe torna a própria Natureza um ser muito inteligente".

Apesar do grande interesse do público em geral que consumia avidamente livros e revistas sobre o assunto, a comunidade científica e a NASA não demonstravam qualquer interesse pelo local. Houve até petições para que a região fosse fotografada novamente.

Então, em 5 de abril de 1998, a sonda Mars Global Surveyor refotografou a região de Cydonia. Era o fim do mistério da face de Marte, pois a formação realmente não passava de um platô. Mas era mesmo o fim?

Comparação 1976/1998

Não. Aqueles que queriam acreditar afirmaram que o ângulo da foto da MGS não era adequado e que a NASA tinha passado a foto por filtros para torná-la menos artificial. E as teorias continuaram.

Outras formações e teorias
Cadastre seu email para receber nosso boletim:
Pipoca com Ciência

Dragão da Garagem