Projeto Ockham
Astrologia Astrologia

por Ana Luiza Barbosa de Oliveira mail
em 08/12/02

Outros aspectos nebulosos

Fórum Enviar artigo

Alguns astrólogos baseiam suas previsões ou conclusões nas posições dos planetas. Antigamente, como não se conheciam nem Netuno, Urano ou Plutão, as previsões não levavam em consideração estes planetas importantes para as atuais previsões. Os planetas só têm influência se soubermos da sua existência? Quem desconhece a existência de planetas e astrologia sentirá a influência dos astros? Estudos mostram que não (Introversion-Extraversion: astrology versus psychology, Jan J. F. Van Rooij, Person. Individ. Diff. Vol. 16. No. 6, 985-988, 1994.).

Se a astrologia é explicada por uma força desconhecida da Ciência e independente da distância, por que anomalias e discrepâncias nos horóscopos antigos não levaram os astrólogos a preverem a existência destes planetas? (Anomalias nas órbitas dos planetas conhecidos levaram os astrônomos a procurar os objetos que causavam estes efeitos gravitacionais e foi assim que Netuno e Plutão foram descobertos).

Uma era zodiacal, como a era de Aquário, dentro de uma perspectiva astronômica, é definida como o período em anos em que o Sol, no dia do Equinócio Vernal (início do outono no hemisfério Sul), nasce em uma determinada constelação: Áries, Peixes ou Aquário, por exemplo. Devido à precessão da Terra, a posição do Sol no céu no dia do Equinócio Vernal se modificou lentamente desde os tempos dos babilônicos.

A área ocupada por uma constelação no céu é limitada por uma borda imaginária que a separa das demais constelações. Em 1929, a União Astronômica Internacional definiu as bordas das 88 constelações oficiais. A borda estabelecida entre Peixes e Aquário localiza o início da Era de Aquário por volta de 2600 d.C. Os astrólogos não utilizam esta convenção e afirmam " que os acontecimentos atuais mostram que já estamos na Era de Aquário". Pelo menos eles aceitam o fenômeno da precessão. Certo?

Zodíaco

Errado. Os signos zodiacais continuam sendo definidos pela data do nascimento da mesma forma que no tempo de Ptolomeu (85-165 d. C.). O signo solar deveria indicar a constelação em que o Sol está no momento do nascimento, mas os astrólogos atuais utilizam as constelações erradas, porque esquecem de computar a precessão da Terra. Será que a definição do signo solar deveria ser a constelação em que o Sol vai estar daqui mais ou menos um mês do nascimento? Porque hoje em dia é isto que ocorre, além de não considerarem o trânsito do Sol em Ofiúco. Na época dos babilônicos a constelação de Ofiúco não fazia parte do zodíaco, mas hoje em dia esta constelação relativamente grande pertence ao zodíaco devido à precessão.

A Posição do Sol no Céu
Constelação Segundo a Astronomia Segundo a Astrologia
Virgem 17 set - 31 out 23 ago - 22 set
Libra 01 nov - 23 nov 23 set - 22 out
Escorpião 24 nov - 29 nov 23 out - 22 nov
Ofiúco 30 nov - 18 dez -
Sagitário 19 dez - 19 jan 23 nov - 21 dez
Capricórnio 20 jan - 16 fev 22 dez - 20 jan
Aquário 17 fev - 11 mar 21 jan - 20 fev
Peixes 12 mar - 18 abr 21 fev - 20 mar
Áries 19 abr - 14 mai 21 mar - 20 abr
Touro 15 mai - 21 jun 21 abr - 20 mai
Gêmeos 22 jun - 20 jul 21 mai - 20 jun
Câncer 21 jul - 10 ago 21 jun - 22 jul
Leão 11 ago - 16 set 23 jul - 22 ago


Alguns astrólogos afirmam, ao contrário da maioria, utilizar o chamado zodíaco tropical. Neste caso, os signos são designados a partir do Equinócio Vernal, ou seja, estes astrólogos afirmam que por volta de 21 de março, o Sol nasce na constelação de Áries (oficialmente, pela União Astronômica Internacional, nasce em Peixes). A partir daí, o ano é dividido igualmente entre os doze signos. Alguns dizem incluir a constelação de Ofiúco, mas você conhece alguém que seja do signo de Ofiúco? Nem eu.

De qualquer forma isto corrige localmente o problema do erro astronômico na designação dos signos, mas não corrige o problema de relacionar eventos astronômicos reais com o nascimento. Quando se utiliza o zodíaco tropical não existe nenhuma relação entre a posição real do Sol, da Lua e dos planetas com as constelações, exatamente o que ocorre quando é utilizado o zodíaco comum descrito na tabela anterior.

Além disso, antes de 300 a.C., quando estávamos na Era de Áries, o zodíaco tropical não coincidia com o zodíaco comum aperfeiçoado por Ptolomeu. Por que então o zodíaco tropical deve ser utilizado? Somente porque corrige parcialmente para a Era atual as discrepâncias da precessão?

Enfim, apesar da astrologia ser tão antiga quanto a Astronomia e de vários astrônomos que contribuíram significativamente para o avanço da Astronomia também ganharem a vida como astrólogos, não existe sequer uma teoria sobre o mecanismo através do qual os astros influenciam tanto as pessoas.

Estudos experimentais
Cadastre seu email para receber nosso boletim:
Pipoca com Ciência

Dragão da Garagem