Projeto Ockham
Homeopatia Homeopatia

por Ana Luiza Barbosa de Oliveira mail
em 05/07/02

Conclusões

Fórum Enviar artigo

Os princípios que formam a base teórica da homeopatia não têm nenhuma comprovação científica; pelo contrário, eles estão em flagrante desacordo com o nosso conhecimento atual de física, química e biologia;

A princípio, o fato de uma teoria ir de encontro ao conhecimento atual em qualquer área da ciência não significa necessariamente que esta teoria esteja errada. Existem inúmeros casos na história da ciência onde novas teorias, inicialmente descartadas, foram posteriormente comprovadas. O verdadeiro teste de uma nova teoria é a sua coerência com resultados experimentais observados e sua capacidade de prever novos resultados anteriormente inesperados. Entretanto, até o momento, as teorias da homeopatia não atingiram nenhum destes requisitos.

Mesmo que as teorias homeopáticas estejam erradas, é concebível que os remédios homeopáticos sejam eficazes, agindo por algum outro mecanismo desconhecido. Mais uma vez, o verdadeiro teste é a obtenção de resultados experimentais confiáveis. Infelizmente, apesar de serem empregados há mais de um século, ainda não foram obtidos resultados convincentes de que os remédios homeopáticos são realmente eficazes contra qualquer tipo de doença.

O fato de que os remédios homeopáticos não são submetidos a testes tão rigorosos como os medicamentos tradicionais e, principalmente, a oposição (de pelo menos parte) da comunidade homeopática a que isto seja feito, contribui para a descrença em sua eficácia.

Um argumento clássico a favor das chamadas terapias alternativas, onde a homeopatia se enquadra, é de que os resultados que comprovam sua eficácia são descartados pela comunidade científica em razão de preconceito ou da ausência de uma atitude "aberta" a conhecimentos originados fora das linhas tradicionais de pesquisa. Apesar de isto poder ser verdade para certos indivíduos, o método científico é, em sua concepção, imparcial. É difícil acreditar que a comunidade médica em geral descartaria qualquer tipo de tratamento cujo efeito fosse realmente comprovado, por simples preconceito. Isto é especialmente válido para o caso dos remédios homeopáticos, em virtude de seu baixíssimo custo de preparação.

Voltar à lista de Pseudociências
Cadastre seu email para receber nosso boletim:
Pipoca com Ciência

Dragão da Garagem